sábado, 30 de junio de 2012

Universo paralelo

O fotógrafo italiano Gustavo Willeit faz imagens de belíssimas vilas, típicas de seu país, praias, pequenas ilhas e rochas criadas com simetria através de manipulação digital.
Com a série chamada Perspe, Willeit cria o que ele chama de "universo paralelo", mostrando um ambiente que parece real, mas, na verdade, foi inventado.
O observador consegue reconhecer a origem natural da foto. Mas o observador sempre ficará em dúvida sobre a veracidade do que é mostrado pelo fotógrafo.
Willeit criou a série Perspe a partir de um efeito simples, que dá a impressão de uma imagem reproduzida quase à perfeição em frente a um espelho.
No entanto, a simetria não é totalmente perfeita, já que alguns objetos e pessoas da imagem ficam de fora do "efeito espelho".
E estes são alguns dos elementos mais intrigantes nas imagens criadas por Willeit. Em uma das imagens um ônibus percorre algo que parece ser uma rotatória, penínsulas idênticas cercam vilas típicas italianas, com casas coloridas, pessoas caminham por praias espelhadas ou caminhos que parecem se estender em um círculo.
Ao descrever seu trabalho, Willeit afirma que o elemento humano, frequente nas imagens, nunca é colocado de forma aleatória, "mas tem a tarefa de dar ao observador um elemento para se reconhecer (na imagem), criando um equilíbrio entre a verdade e a falsidade".
Para o fotógrafo, o tema do espelho "sempre fascinou o homem, e as fotos da série Perspe são muito sugestivas, possuem um senso de mistério, existindo em algum lugar na fronteira entre a ilusão e a realidade". 


 O fotógrafo italiano Gustav Willeit faz imagens de vilas típicas de seu país, praias, pequenas ilhas, rochas criadas com simetria através de manipulação digital.


Com a série chamada 'Perspe', Willeit cria o que ele chama de 'universo paralelo', mostrando um ambiente que parece real, mas na verdade foi inventado.


 O observador consegue reconhecer a origem natural da foto. No entanto, sempre ficará em dúvida sobre a veracidade do que é mostrado pelo fotógrafo.


Willeit criou a série 'Perspe' a partir de um efeito simples, que dá a impressão de uma imagem reproduzida quase à perfeição em frente a um espelho.


Mas a simetria não é totalmente perfeita, já que alguns objetos e pessoas da imagem ficam de fora do 'efeito espelho'.


Em uma das imagens um ônibus percorre algo que parece ser uma rotatória, penínsulas idênticas cercam vilas típicas italianas, com casas coloridas.


Em outras paisagens criadas pelo fotógrafo, pessoas caminham por praias espelhadas ou caminhos que parecem se estender em um círculo.


 Ao descrever seu trabalho, Willeit afirma que o elemento humano, frequente nas imagens, nunca é colocado de forma aleatória.


Segundo Willeite, estas figuras 'têm a tarefa de dar ao observador um elemento para se reconhecer (na imagem), criando um equilíbrio entre a verdade e a falsidade'.


As imagens de Willeit mostram desde paisagens cobertas de neve e as montanhas da Europa até edifícios no Oriente Médio, passando por pequenos vilarejos.


Para o fotógrafo, o tema do espelho 'sempre fascinou o homem' e as imagens da série 'Perspe' apresentam um 'sentido de mistério'.


Willet afirma que as paisagens que criou para a série de fotos existem 'em algum lugar na fronteira entre a ilusão e a realidade'.

Fonte: BBC Brasil 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...